Descrição: Na figura vemos duas imagens modelo da estrela Cefeide L Carinae, que resultam das observações conseguidas através de técnicas de interferómetria: À esquerda o infravermelho próximo proveniente das observações do VINCI, e à direita o infravermelho médio, proveniente das observações do MIDI. Em ambos surge um envelope em torno da estrela. A contribuição do envelope em termos de brilho total da estrela é de 5% no infravermelho próximo, sendo ainda mais significativa no infravermelho médio. Como a L Cariane é cerca de 17.000 vezes mais luminosa que o Sol, o seu envelope será centenas de vezes mais brilhante que a nossa estrela. A estrela L Carinae é a Cefeide mais brilhante do céu, e é também a que tem maior diâmetro angular aparente. Éla é uma estrela supergigante, com uma massa 10 vezes maior que a do Sol, e com um raio 108 vezes maior do que o da nossa estrela. A estrela Polar também é uma Cefeide, embora as suas pulsações sejam bastante diminutas, em comparação com outras Cefeides. A estrela Delta Cephei é o protótipo das Cefeides, foi descoberta no século XVIII pelo astrónomo amador inglês John Goodricke, e continua a ser uma das Cefeides mais brilhantes da sua classe. (©VINCI,MIDI/VLTI – ESO)

[ Voltar à notícia ]