Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

Sismologia Estelar

POCI/CTE-AST/57610/2004

Investigador responsável
Margarida S. Cunha

O projecto de Sismologia Estelar tem como objective central o estudo de diversos aspectos da estrutura interna e evolução de estrelas de pequena massa e massa intermédia, a partir da observação das suas oscilações.

O projecto envolve três componentes essenciais à realização do seu objectivo central, nomeadamente: (i) a observação das oscilações nas estrelas alvo e a determinação, por observação, de parâmetros globais das mesmas; (ii) o desenvolvimento e utilização de códigos de evolução estelar capazes de fornecer modelos para as estrelas alvo, contendo todos os ingredientes físicos a testar: (iii) o deselvolviemento e aplicação de técnicas adequadas a estudos sísmicos de estrelas, para extrair informação acerca da estrutura e evolução das estrelas alvo e das famílias por elas representadas.

Os estudos sísmicos centrar-se-ão em aspectos físicos relacionados com a convecção, difusão, composição química, rotação e presença de campos magnéticos no interior das estrelas, bem como nas implicações dos mesmos para a evolução estelar.

Pretende-se que as estrelas a estudar sejam representativas de diferentes famílias, incluindo o vasto conjunto de aspectos físicos a estudar. Consequentemente são escolhidas estrelas alvo em diferentes regiões do diagrama HR, cobrindo diversas fases de evolução, desde a pré-sequência principal, até à fase de anâs brancas, bem como diversas massas e composições químicas à superfície.

As observações serão feitas a partir de telescópios individuais do ESO e a partir da rede de observação terrestre WET (Whole Earth Telescope). Serão ainda utilizados dados dos telescópios espaciais COROT (França/ESA) e MOST (Canadá), através da participação formal da equipa na missão Francesa e da colaboração existente entre os membros da equipa e o PI da missãoCanadiana. Estas participações incluem também colaborações nesta área com outras instituições Portuguesas e a coordenação de uma equipa internacional dedicada ao desenvolvimento de modelos e ferramentas para a análise dos dados da missão COROT.

Instituição financiadora
Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Início: 1 janeiro 2005
Fim: 31 dezembro 2007


Fundação para a Ciência e Tecnologia

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA