Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube Siga-nos no Google+

Two modified ILC methods to detect point sources in Cosmic Microwave Background maps
An approach with local background subtraction

R. Vio, P. Andreani, E. P. G. Ramos, A. C. da Silva

Resumo
We propose two detection techniques that take advantage of a small sky area approximation and are based on modifications of the internal linear combination (ILC) method, an approach widely used in Cosmology for the separation of the various components that contribute to the microwave background. The main advantage of the proposed approach, especially in handling multi-frequency maps of the same region, is that it does not require the a priori knowledge of the spatial power-spectrum of either the CMB and/or the Galactic foreground. Hence, it is more robust, easier and more intuitive to use. The performance of the proposed algorithms is tested with numerical experiments that mimic the physical scenario expected for high Galactic latitude observations with the Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA).

Astronomy and Astrophysics (Submetido)

>> PDF

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA