Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

Modified Median Statistics and Type Ia Supernova Data

P. P. Avelino, C. J. A. P. Martins, P. Pinto

Resumo
The median statistic has recently been discussed by Gott et al. as a more reliable alternative to the standard χ2 likelihood analysis, in the sense that it requires fewer assumptions about the data and is almost as constraining. We apply this statistic to the combined data set of 92 distant Type Ia supernovae currently available and also to a mock SNAP-class data set. We find that the performances of the modified median and χ2 statistics are comparable, particularly in the latter case. We further extend the work of Gott et al. by modifying the median statistic to account for the number and size of sequences of consecutive points above or below the median. We also comment on how the performance of the statistic depends on the choice of free parameters that one is estimating.

The Astrophysical Journal
Volume 575, Página 989
agosto 2002

>> PDF>> ADS>> DOI

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA