Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

SOPHIE velocimetry of Kepler transit candidates
X. KOI-142 c: first radial velocity confirmation of a non-transiting exoplanet discovered by transit timing

S. C. C. Barros, R. F. Díaz, A. Santerne, G. Bruno, M. Deleuil, J.-M. Almenara, A. S. Bonomo, F. Bouchy, C. Damiani, G. Hébrard, G. Montagnier, C. Moutou

Resumo
The exoplanet KOI-142b (Kepler-88b) shows transit timing variations (TTVs) with a semi-amplitude of ~12 h, which earned it the nickname “king of transit variations”. Only the transit of planet b was detected in the Kepler data with an orbital period of ~10.92 days and a radius of ~0.36 RJup. The TTVs together with the transit duration variations of KOI-142b were analysed recently, finding a unique solution for a companion-perturbing planet. An outer non-transiting companion was predicted, KOI-142c, with a mass of 0.626 ± 0.03 MJup and a period of 22.3397-0.0018+0.0021 days, which is close to the 2:1 mean-motion resonance with the inner transiting planet. We report an independent confirmation of KOI-142c using radial velocity observations with the SOPHIE spectrograph at the Observatoire de Haute-Provence. We derive an orbital period of 22.10 ± 0.25 days and a minimum planetary mass of 0.760.16+0.32 MJup, both in good agreement with the predictions by previous transit timing analysis. Therefore, this is the first radial velocity confirmation of a non-transiting planet discovered with TTVs, providing an independent validation of the TTVs technique.

Palavras chave
planetary systems – stars: fundamental parameters – techniques: spectroscopic – techniques: radial velocities – stars: individual: KIC5446285 – stars: individual: Kepler-88

Notas
Based on observations collected with the NASA Kepler satellite and with the SOPHIE spectrograph on the 1.93-m telescope at Observatoire de Haute-Provence (CNRS), France.
Tables 2 and 3 are available in electronic form at http://www.aanda.org

Astronomy and Astrophysics
Volume 561, Página L1_1
janeiro 2014

>> PDF>> ADS>> DOI

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA