Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube Siga-nos no Google+

Número de registos: 64

2-DEMOC 2014
26 a 27 junho 2014
SELGIFS Kick-off meeting
17 a 20 dezembro 2013
CALIFA 6th Busy Week
14 a 18 outubro 2013
2-DEMOC 2013
20 a 21 junho 2013
ESPRESSO Progress Meeting
16 a 18 janeiro 2013
Cosmonata@CAUP 2012
27 a 28 dezembro 2012
ESPRESSO Progress Meeting
19 a 21 junho 2012
Azores School on Observational Cosmology
31 agosto a 6 setembro 2011
Waves and Physics
20 a 24 junho 2011
Porto Dynamic Days
6 a 9 junho 2011
ESPRESSO Progress Meeting
26 a 27 outubro 2009
Towards Other Earths
19 a 23 outubro 2009
HELAS Board Meeting
14 a 15 setembro 2009
Blue Dots meeting
28 a 30 janeiro 2009
OPTICON Board Meeting
10 a 11 novembro 2008
ESF Exploratory Workshop
27 a 29 março 2008
4th JETSET Summer School
25 a 29 junho 2007
Cores to Clusters
7 a 9 outubro 2004
COSLAB Workshop
22 a 24 maio 2003
The Unsolved Universe: Challenges for the Future (JENAM 2002)
2 a 7 setembro 2002
1st Meeting of the Portuguese Cosmology Network
12 setembro 1998
4° Encontro Nacional de Astronomia e Astrofísica
28 a 29 julho 1994
1° Encontro Nacional de Astronomia e Astrofísica
29 a 30 julho 1991

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA