Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube Siga-nos no Google+
20 novembro 2014

ASTRO•HOMUS é um projeto de criação da fotógrafa Susana Neves, a partir de um conceito do astrónomo Pedro Figueira, e acolhido pelo Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP). Através de uma exposição de fotografia, com estreia marcada no Planetário do Porto – Centro Ciência Viva para o próximo sábado 22 de novembro, pretende-se revelar os bastidores e o lado mais humano da investigação em Astronomia, com origem em Portugal, mas que se estende a alguns dos mais importantes observatórios astronómicos internacionais.

Para Pedro Figueira: “Apesar de termos uma sociedade fortemente moldada pela ciência e tecnologia, a maior parte da população olha para a comunidade científica como desumanizada e isolacionista. O projeto Astro Homus, ao abordar o lado humano de uma das ciências que mais frequentemente cativa a atenção global, procura estabelecer uma ponte emocional entre o cidadão comum e o astrónomo”.

A exposição, que estará patente no Planetário do Porto – Centro Ciência Viva durante a Semana da Ciência e Tecnologia 2014, dá particular destaque à investigação na deteção e caraterização de exoplanetas, uma das áreas que mais se tem desenvolvido nas últimas décadas. Para isto contribuiu o fato de o CAUP abrigar uma equipa com múltiplas competências, que tem contribuído para algumas das descobertas mais importantes nesta área.

O programa da inauguração começa às 14h00, com sessões de Planetário Portátil Digital no átrio do Planetário do Porto. Pelas 16h00 será altura de uma visita guiada à exposição, com direito a Porto de Honra.

O trabalho de campo de Susana Neves foi realizado em vários locais-chave da Astronomia, tanto em Portugal como no estrangeiro. Susana comenta: “Fui extremamente bem acolhida por toda a comunidade astronómica, que me permitiu fotografar os bastidores e as pessoas. No decurso deste projeto, a experiência que mais me marcou foi ter estado no Observatório Roque de los Muchachos, em La Palma. Cheguei lá à noite e no primeiro pé fora do táxi, fui surpreendida pelo céu mais bonito que vi até hoje”.

No Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL), Susana abordou aquela que é a equipa de instrumentação em Astronomia mais ativa em Portugal. No Observatório de Genebra, dialogou com três gerações de astrónomos, desde o Prof. Michel Mayor (responsável pela descoberta do primeiro exoplaneta), a Christophe Lovis, um promissor jovem astrónomo que entre as suas descobertas, conta com a deteção do exoplaneta mais semelhante ao nosso. De regresso a Portugal, passou pelo CAUP, e pela maior conferência sobre exoplanetas do ano.

Depois de sair do Planetário do Porto, no dia 29 de novembro, a exposição irá viajar pelo país, podendo ser visitada nos seguintes locais: Casa da Seda – Centro de Ciência Viva de Bragança, de 5 dezembro 2014 a 10 janeiro 2015 ; Torre da Cadeia Velha, Ponte de Lima, de 15 a 31 janeiro ; Centro Cultural de Paredes de Coura, de 6 a 28 fevereiro ; Mina de Ciência - Centro Ciência Viva do Lousal, de 6 a 29 março, e volta ao Planetário do Porto para o encerramento, de 4 abril a 30 maio 2015.

Contactos

1. Logótipo do projeto. (Design: Paulo Pereira/CAUP) 2. Capa da exposição, que retrata Francesco Pepe, Professor Associado e Coordenador de Projetos, na Universidade de Genebra. (Foto: Susana Neves)