Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube Siga-nos no Google+
26 agosto 2011

Desde os anos 60 que têm sido descobertos em meteoritos vários componentes do ADN. No entanto, sempre persistiu a dúvida se essas moléculas teriam tido origem nos próprios meteoritos ou se seriam o resultado de contaminação já na Terra. Com este estudo, os investigadores da NASA conseguiram finalmente encontrar evidências da origem extraterrestre destas moléculas.

A equipa de investigadores utilizou amostras de 12 meteoritos ricos em carbono recuperados na Antártica e na Austrália, e processou-as de forma a identificar as várias moléculas presentes nas amostras. A equipa realizou os mesmos procedimentos também em amostras do solo onde os meteoritos foram encontrados.

Desta forma, nas amostras dos meteoritos, os investigadores detetaram adenina e guanina, dois componentes do ADN, bem como hipoxantina e xantina que não sendo parte do ADN, são usados noutros processos biológicos.

Para além destas moléculas, comuns na vida na Terra, foram ainda identificadas purina, 2,6-diaminopurina e 6,8-diaminopurina. Estas duas últimas moléculas praticamente não são utilizadas pelos seres vivos terrestres, o que constitui a primeira evidência da origem extraterrestre destes compostos: se as moléculas orgânicas fossem o resultado de contaminação terrestre, não deveríamos encontrar as diaminopurinas nas amostras.

Para além disso, nas amostras de solo recolhidas no local, as concentrações de adenina, guanina, hipoxantina e xantina eram cerca de 1000 vezes inferiores às verificadas nos meteoritos, e não foram detetados quaisquer vestígios das diaminopurinas.

Por fim, os investigadores também verificaram que todos aqueles compostos podem ser sintetizados em laboratório, através de reações químicas completamente independentes das reações biológicas utilizadas pelos seres vivos. Isto fornece um possível mecanismo para explicar a formação destes compostos nos meteoritos.

Assim, esta descoberta constitui mais um argumento dos defensores da teoria que afirma que a vida – ou pelo menos as moléculas básicas essenciais à vida – poderá ter tido origem no espaço e ter sido trazida para a terra através de impactos de meteoritos.

Notas
O ADN (ácido desoxirribonucleico) é a molécula biológica responsável pelo armazenamento e transferência da informação genética de todos os seres vivos complexos. É constituído por longas cadeias de 4 bases distintas – adenina, citosina, guanina e timina – emparelhadas numa estrutura em forma de dupla hélice, juntamente com açúcares e grupos fosfato.

Mais informações
Comunicado de imprensa da NASA

Representação artistica de um meteorito e de algumas das nucleobases encontradas (NASA's Goddard Space Flight Center / Chris Smith)