Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube Siga-nos no Google+
26 agosto 2011

Cientistas, usando dados do telescópio WISE (Wide-field Infrared Survey), da NASA, descobriram seis estrelas anãs Y - um tipo de estrelas cuja temperatura é semelhante à do corpo humano.

Há mais de uma década que os astrónomos procuravam estes estranhos corpos escuros, mas sem sucesso. Quando observados com telescópios no ótico são quase impossíveis de detetar. A visão infravermelha do WISE permitiu ao telescópio encontrar finalmente a ténue radiação de seis anãs Y que se encontram relativamente próximas do Sol, a cerca de 40 anos-luz de distância.

As anãs Y são os elementos mais frios da família das estrelas anãs castanhas. É habitual usar-se a expressão “estrelas falhadas”, quando se fala de anãs castanhas, pois estas são estrelas de pouca massa que não são capazes de fundir hidrogénio no seu núcleo para produzir energia. Elas simplesmente arrefecem e extinguem-se com o tempo, até que a pouca radiação que emitem é apenas libertada na região do infravermelho. As atmosferas das anãs castanhas são parecidas com as dos planetas gigantes gasosos, como Júpiter, mas são mais fáceis de observar porque as anãs castanhas estão habitualmente sozinhas no espaço, longe da luz de uma estrela mãe.

Até agora, o WISE descobriu 100 novas anãs castanhas. Destas, seis foram classificadas como anãs Y. Uma delas, a WISE 1828-2650, é a detentora do recorde da anã castanha mais fria, com uma temperatura atmosférica mais baixa do que a temperatura média de uma sala comum - cerca de 25º Celsius. Estas anãs Y encontram-se na vizinhança do Sol, entre os nove e os 40 anos-luz de distância. A anã Y que está a nove anos-luz, a WISE 1541-2250, poderá tornar-se no sétimo sistema estelar mais próximo do sistema solar, destronando da posição o sistema Ross 154.

O processo de classificação das anãs castanhas não se baseia apenas nas observações do WISE. Depois da equipa de investigadores identificar as estrelas candidatas a anãs castanhas detetadas pelo WISE, é necessário obter uma confirmação. Normalmente isto é feito recorrendo a telescópios espaciais como o Spitzer ou o Hubble. Por exemplo, para confirmar a baixa temperatura da WISE 1828-2650, a equipa usou o Hubble.

Glossário
Classificação Estelar - O mais conhecido esquema de classificação estelar serve para descrever estrelas de todas as temperaturas. O esquema de classificação inclui as classes: O, B, A, F, G, K, M, L, T, Y. O Sol pertence à classe G. As estrelas M são mais frias do que o Sol, e têm uma cor avermelhada. Os objetos das classes de O a K são considerados estrelas; os das classes M a L são algo entre estrelas e as anãs castanhas; os das classes T e Y são anãs castanhas. O termo “anãs castanhas” surge porque quando estas estrelas foram descobertas não se sabia que cor teriam se fossem observadas com os nossos olhos (luz visível), e o castanho não é uma cor que faça parte do espectro de luz visível. Os astrónomos agora sabem que as anãs T terão uma cor avermelhada ou magenta, mas ainda não sabem qual a cor de uma anã Y, pois elas não são detetáveis no ótico.

Para mais informações
NASA ScienceNews

1. Ilustração de uma anã Y. A cor púrpura da estrela, aparece aqui apenas por razões artísticas (NASA / JPL-Caltech) 2. A anã castanha mais fria: a anã Y WISE 1828+2650. (NASA / JPL-Caltech/UCLA)