Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

Sismologia Estelar

POCTI/FNU/43658/2001

Investigador responsável
Mário J. P. F. G. Monteiro

O objectivo principal do projecto é o estudo sísmico de estrelas em diferentes regiões do diagrama HR, com especial incidência no estudo de estrelas de massa pequena e intermédia. Pretende-se testar observacionalmente, pela detecção de oscilações, os modelos para a estrutura interna destas estrelas nomeadamente no que diz respeito ao mecanismo de excitação das oscilações, à estrutura química, convecção, rotação e estratificação da atmosfera.

A componente observacional inclui a participação na preparação de missões espaciais em sismologia estelar (Eddington pela ESA, e MONS pela Dinamarca) e a utilização de dados de missões actualmente em curso de hélio-sismologia (SOHO pela ESA/NASA). Incluirá ainda uma forte componente de observações a partir da suprefície, baseada em dados obtidos em telescópios individuais (ESO e ING-Canárias) ou ainda através da participação em consórcios (como o ‘Whole Earth Telescope’ ou o ‘MONS Ground Based Supporting Programme’). Todos estes programas têm como objectivo principal a observação de estrelas do tipo solar, estrelas ‘sdB’, estrelas roAp e delta-scuti, e ainda estrelas na pré-sequência principal de massa pequena e intermédia.

A componente teórica centra-se principalmente no cálculo de modelos e suas propriedades sísmicas, com particular enfase na modelação da convecção e da estrutura da atmosfera. A rotação e o mecanismo de excitação das oscilações são também aspectos tratados no estudo sísmico de estrelas de massa intermédia. Ao combinar as observações sísmicas e os testes correspondentes com a análise no diagrama HR procura-se compreender os aspectos fundamentais que determinam o comportamento oscilatório observado nestas estrelas.

Instituição financiadora
Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Início: 1 maio 2002
Fim: 31 outubro 2004


Fundação para a Ciência e Tecnologia

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA