Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

EXtra-solar planets and stellar astrophysics: towards the detections of Others Earths (EXOEarths)

ERC-2009-StG-239953 (call ERC-2009-StG_20081029)

Investigador responsável
Nuno C. Santos

The detection of more than 300 extrasolar planets orbiting other solar-like stars opened the window to a new field of astrophysics. Many projects to search for Earth-like planets are currently under way, using a huge battery of telescopes and instruments. new instrumentation is also being developed towards this goal for use in both ground- and space-based based facilities. the stellar-planet connection is strengthened by the fact that most of the exoplanets were discovered using a Doppler radial-velocity technique, where the gravitational influence of the planet on the star and not the planet itself is actually measured. This project aims at doing frontier research to explore:

i) in unique detail the stellar limitations of the radial-velocity tecnique, as well as ways of reducing them, having in mind the detection of Earth-like planets and,
ii) to develop and apply software packages aiming at the study of the properties of the planet-host stars, having in mind the full characterization of the new found planets, as well as understanding planet formation processes.

These goals will improve our capacity to detect, study, and characterize new very low mass extra-solar planets. EXOEarths further fits into the fact that I am currently Co-PI of the project for a new high-resolution ultra-stable spectrograph for the VLT. The results of this project are crucial to fully exploit this new instrument. They will be also of extreme importance to current state-of-the-art planet-search projects aiming at the discovery of other Earths, in particular those making use of the radial-velocity method.

Instituição financiadora
European Commission

Início: 1 outubro 2009
Fim: 31 dezembro 2014

>> Ver site do projecto


European Union  Seventh Framework Programme  European Research Council

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA