Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

Ionization and feedback in Lyα haloes around two radio galaxies at z ~ 2.5

S. G. Morais, A. Humphrey, M. Villar-Martín, P. Lagos, M. M. Moyano, R. Overzier, S. Di Serego Alighieri, J. Vernet, C. A. C Fernandes

Resumo
We present new spectroscopic observations of two high-redshift radio galaxies, TXS 0211−122
(z = 2.34) and TXS 0828+193 (z = 2.57), known to be associated with large Lyα haloes. The
observations were taken with the slits placed perpendicularly to the radio axis. With access to
pre-existing Keck II observations taken with the slit placed along the radio axis, we are able to
compare the properties of the gas in different regions of the galaxies. In both objects, we detect
spatially extended Lyα emission perpendicularly to the radio axis. In TXS 0211−122, the flux
and velocity profiles of Lyα are strongly affected by H I absorption/scattering. In line with
previous studies, we find evidence for outflowing gas along the radio axis which may be the
result of jet–gas interactions. In the slit oriented perpendicularly to the radio axis we find less
perturbed gas kinematics, suggesting outflows of ionized gas in this object are focused along
the radio jet axis. Additionally, we find evidence for a giant, UV-emitting arc or shell-like
structure surrounding the radio galaxy Lyα halo, possibly resulting from feedback activity.
In TXS 0828+193, a large Lyα halo (∼56 kpc) is detected perpendicularly to the radio axis.
Along both slit position angles we find evidence for outflowing gas, which we argue is part of
an approximately spherical, expanding shell or bubble of gas powered by feedback activity in
the central regions of the galaxy. Our results suggest a diversity in the spatial distribution of
ionized outflows in powerful radio galaxies at z ∼ 2.5.

Palavras chave
galaxies: active – galaxies: high-redshift – galaxies: individual: TXS 0211-122 – galaxies: individual: TXS 0828+193.

Monthly Notices of the Royal Astronomical Society
Volume 465, Página 2698
novembro 2016

>> PDF>> ADS>> DOI

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA