Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

The radio properties of the cD galaxy of Abell 2390

P. Augusto, A. C. Edge, C. J. Chandler

Resumo
We present multifrequency, multi-epoch radio imaging of the complex radio source B2151+174 in the core of the cluster, Abell 2390 (z < 0.23). From new and literature data, we conclude that the Faranoff�Riley type II (FRII)-powerful radio source is the combination of a compact, core-dominated �medium-sized symmetric object� (MSO) with a more extended, steeper spectrum mini-halo. B2151+174 is unusual in a number of important aspects. (i) It is one of the most compact and flat spectrum sources in a cluster core known; (ii) it shows a complex, compact twin-jet structure in a north�south orientation; (iii) the orientation of the jets is 45◦ misaligned with apparent structure (ionization cones and dust disc) of the host galaxy on larger scales. Since the twin-jet of the MSO has its northern half with an apparent �twist�, it might be that precession of the central supermassive black hole explains this misalignment. B2151+174 may be an example of the early stage (103�104 yr duration) of a �bubble� being blown into the intracluster medium where the plasma has yet to expand.

Monthly Notices of the Royal Astronomical Society
Volume 367, Página 366
janeiro 2006

>> PDF>> DOI

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA