Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

Constraints on the dark matter sound speed from galactic scales: The cases of the modified and extended Chaplygin gas

P. P. Avelino, V. M. C. Ferreira

Resumo
We show that the observed rotation curves of spiral galaxies constrain the sound speed of the dark matter to be cs<104c , where c is the speed of light in vacuum. Using the modified Chaplygin gas as a representative example of a class of unified dark energy models incorporating an effective dark matter component with a nonzero sound speed, we determine the most stringent constraint to date on the value of the constant contribution to the equation of state parameter in this class of models. Finally, we explain the reason why previous constraints using the cosmic microwave background and baryonic acoustic oscillations were not as competitive as the one presented in this paper and discuss the limitations of the recently proposed extended Chaplygin gas.

Palavras chave
Dark matter, Dark energy, Galactic halos, Cosmology

Physical Review D
Volume 91, Página 083508
abril 2015

>> PDF>> ADS>> DOI

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA