Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube Siga-nos no Google+

O desenho clássico da Ursa Maior é composto por cerca de 20 estrelas, muitas das quais demasiado ténues para se verem numa cidade.

Por essa razão, a parte mais reconhecível da Ursa Maior é um asterismo (ou constelação não oficial) de 7 estrelas, que toma diferentes nomes nas diferentes zonas do planeta.

Ver video em tamanho completo

Em Portugal é conhecida como "Papagaio de Papel"; nos EUA: "Grande Concha da Sopa"; na China: "Frigideira"; no Reino Unido: "Arado" e na Alemanha: "A Grande Carroça".

O asterismo da Ursa Maior e a distância a que estão as suas estrelas
Como já vimos, as estrelas do asterismo da constelação da Ursa Maior não estão todas a mesma distância de nós.

O asterismo da Ursa Maior e a evolução da forma ao longo de 300 mil anos
Todo o universo está em movimento e o asterismo da constelação da Ursa Maior não teve nem terá sempre a forma pela qual é reconhecida hoje.


A evolução do asterismo ao longo de 300 000 mil anos, com a sua forma atual ao centro.

Utilizando uns óculos, pode assistir a um filme animado em 3D, mostrando o movimento das estrelas do asterismo e em seu redor.

Magnitude aparente das estrelas
A escala de magnitudes aparentes é utilizada para comparar o brilho que dois objetos apresentam, ignorando a possível diferença de distâncias que exista entre eles e o observador. Desta forma, uma estrela intrinsecamente pouco brilhante mas muito próxima de nós poderá apresentar uma magnitude aparente superior à de uma estrela intrinsecamente muito brilhante mas mais distante. É precisamente por isso que o Sol, mesmo sendo uma estrela de brilho médio, tem uma magnitude aparente muito superior à de qualquer outra estrela: como está muito próximo da Terra, vê-mo-lo muito mais brilhante do que as restantes estrelas.
Assim, e uma vez que depende também da distância ao astro, a magnitude aparente não nos permite comparar as propriedades físicas de dois astros; para isso, temos de usar a magnitude absoluta, que é uma medida do brilho que um dado astro teria se fosse observado a uma distância padrão de 10 parsec (cerca de 33 anos-luz).

Pode ver uma tabela com a magnitude aparente dos principais objectos brilhantes no céu aqui (em inglês).

Recurso educativo disponível no edifício do Planetário do Porto
Num corredor do edifício do Planetário do Porto está montada uma instalação com as estrelas do asterismo, onde, juntamente com um esquema parecido com o que a seguir se apresenta, é possível interagir, experimentar e compreender os conceitos até agora aqui abordados.

Recurso educativo para construir em casa ou na escola
Imprimindo um dos PDF (quanto maior for a escala melhor), é possível, em casa ou numa sala de aulas, montar, tal como na imagem em baixo, um esquema, representando numa projecção ortogonal, a posição das estrelas do asterismo.
Este esquema tem também representadas escalas com a distância (em anos-luz) das estrelas do asterismo à Terra; a magnitude aparente das estrelas e a evolução da forma do asterismo durante 300 mil anos.


Download do PDF com diagrama (cor) e (preto e branco)

Mais Informações
Wikipedia: "Grande carro" (o asterismo da Ursa Maior) (Português) e Big Dipper (Inglês)